o riachense

Quarta,
30 de Novembro de 2022
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Título mais perto de Riachos

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Os últimos dois domingos foram bastante airosos para a equipa de Pedro Monserrate que obteve dois excelentes triunfos, sobre o Amiense e o Fazendense, e viram os seus adversários mais directos escorregarem todos, o Amiense em Riachos, o Ouriense em casa com o Fazendense e o Mação em Amiais de Baixo.
Contas feitas, o Atlético Riachense é agora o líder isolado com três pontos à maior sobre o Ouriense e o Mação, e quatro sobre o Amiense. O Atlético está agora mais perto de fazer a desejada festa e tirar bilhete directo para ao Campeonato Nacional. Seria um regresso aos nacionais bem merecido por um emblema com mais de oitenta anos de história. Todavia, concretizar o sonho não vai ser nada fácil, uma vez que nas quatro jornadas que faltam muita água poderá ainda correr sobre as pontes.
O Atlético é o mais bem posicionado dos candidatos, disso não há dúvidas nenhumas, quer porque vai em primeiro, quer porque tem que receber o Ouriense e o Mação e depois um jogo, a fechar, em Amiais de Baixo que pode já não significar nada mas pode ser de vida ou morte, por assim dizer, no que respeita às contas do título.
Amanhã, dia 25, o Atlético desloca-se a Benavente e, embora tenha condições para arrecadar os três pontos, todos os cuidados são poucos. Até porque uma escorregadela onde não se espera pode ser a morte do artista.
No Domingo é o Ouriense que viaja até Riachos e os pupilos de Pedro Monserrate podem acabar com, as ilusões dos ourienses ou, caso a coisa corra mal, deixar tudo mais complicado.
A 5 de Maio é o Mação que vem jogar ao estádio Coronel Mário Cunha e aí, os alvi-negros poderão arrumar as contas de vez, deslocando-se depois aos Amiais já em ritmo de passeio. O pior é se as contas entortam e aí terá de lutar até ao último minuto.
 
 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária