o riachense

SŠbado,
30 de Setembro de 2023
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Pedro Barroso

Enviar por E-mail Vers√£o para impress√£o PDF

H√° feira no Entroncamento!

Disse o homem: - bom...eu saio, não saindo propriamente, pois, se saísse, sairia; e assim ainda não sabemos. E eu também não.

Portanto, como não nos entendemos, teremos de conversar mais, apesar de eu não querer conversar mais, até porque não nos entendemos; mas tenho de o fazer, pois temos de entender-nos.

O que se pretende de bom para o país exige-nos sacrifícios, mas o país não pode mais sacrificar-se, portanto eu também não.

Aliás, embora concordando, discordo de muitas coisas com que concordo. Estou contudo mais ou menos disposto a sacrificar-me pelo país, concordando sem concordar e discordando sem propriamente discordar.

Ent√£o eu tomo posse de um minist√©rio de um Governo que amanh√£ pode n√£o existir, mas pelo menos, sempre l√° estive. E agrade√ßo do cora√ß√£o ao ministro cessante pela bela embrulhada e caldeirada de erros que me legou. Fico portanto honrada por, n√£o sendo ministeri√°vel afinal ser a √ļnica ministeri√°vel.

Vamos empossar ministros, antes que tudo caia e se desapossem uns aos outros. Como amanhã pode já não haver governo é aproveitar agora. Amanhã não sabemos, mas se fizermos todos um esforço saberemos.

O CDS não faz parte já da coligação mas deseja manter a coligação. Se já não houver coligação mesmo assim há coligação de alguns consigo mesmos.

Os ministros p√Ķem o lugar √† disposi√ß√£o do partido, embora estejam, suponha eu, ao servi√ßo da na√ß√£o. Saem se o partido decidir, mas n√£o saem, porque afinal a na√ß√£o precisa de mais sacrif√≠cios. E o seguro espreita os farsantes.

V√£o todos dialogar, mas creio que n√£o h√° lugar poss√≠vel. Est√° tudo dialogado. Devemos entender este governo caindo aos duod√©cimos ou como uma coliga√ß√£o de partido √ļnico?

Não sabemos. Ninguém sabe. Esta terra é um fenómeno.

E o manequim de fatinho riscado da rua dos Fanqueiros, firme e hirto, joga a batalha naval com a Maria.

Todos diferentes todos iguais. Mas tanto nunca supus.

Vai um submarino ao fundo?


Actualizado em ( Quarta, 10 Julho 2013 13:22 )  
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opini√£o

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, sen√£o concorro!

 

Jo√£o Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria