o riachense

Quarta,
08 de Fevereiro de 2023
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

A bola já rola no relvado da Raposa

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Os objectivos são necessariamente realistas, disse Paulo Costa. O apoio dos adeptos continua a ser muito importante, disse o capitão Pedro Galrinho.
 
Com uma semana de atraso em relação à data prevista inicialmente, os seniores do Atlético começaram os treinos com vista à participação no CNS.
Paulo Costa, o treinador que conseguiu evitar a descida aos distritais após uma fase final soberba, sabe que este ano as dificuldades vão ser maiores ainda, como disse na singela sessão de apresentação do plantel, realizada a 27 de Julho no mercado, no centro da vila.
 
Trabalho e humildade, foram as promessas de Paulo Costa, para a temporada que se avizinha, que lembrou que as coisas dificilmente se repetem, e que os resultados obtidos na fase final da temporada que acabou, não se irão repetir.
 
O treinador garantiu que os objectivos vão ser realistas e que o apoio de sócios e adeptos será importante para os alcançar. Diz Paulo Costa que, na primeira fase, o objectivo é um lugar entre o quinto e o sétimo, de forma a entrar na fase final com mais hipóteses do que aquelas em que entrou no ano transacto.
 
Pedro Galrinho, o capitão da equipa, lembrou quão importante foi esse apoio na época passada e garantiu que os jogadores vão trabalhar com a mesma vontade de sempre e que contam com o apoio dos sócios.
 
O presidente, Luís Carlos Dias, lembrou aos sócios presentes, as dificuldades financeiras do clube que condicionam as decisões na altura de assegurar reforços para a equipa.

Plantel ainda incompleto
A ideia é formar um grupo de trabalho com 22 ou 23 jogadores, mas na hora do fecho de edição estavam apenas assegurados 20 futebolistas:
Guarda-redes: Telmo, João Mação (ex-Fazendense) e Pedro Abelho (júnior).
 
Defesas: Pedro Galrinho, Saul, Gonçalo, João Alves, Júlio (ex-Fazendense), João Rodrigues (ex-Amiense) e Marçal (ex-júnior).
Médios: Bruno Lemos, Carioca, Jardel, Nelson Vicente, Serginho (ex-Assentis), Miguel Seninho (ex-Mação) e Ferreira (ex-júnior).
Avançados: Freitas, Bernardo Marques e Bernardo Jorge (ex-Emp. Comércio).
Dos jogadores que têm participado nos treinos, três deles até interessavam ao treinador Paulo Costa, mas os custos associados, dado que todos eles residem em Lisboa, não permitem essa opção. É o caso do defesa central Natalino (ex-Fontaínhas), de Sandro Gomes (ex-Torres Novas) e de Marquitos.
 
Em aberto está a possibilidade do médio ofensivo Mauro Santos (ex-Fátima) que poderá ficar, caso não encontre colocação num clube da segunda liga, ou noutro emblema do CNS com outras pretensões e outra carteira, digamos assim. Nos próximos dias se saberá.
O que é já certo é que o riachense Jota vai vestir a camisola do Torreense e que, por isso já não se apresentou aos treinos, como chegou a estar previsto. 
 
São João de Ver é o adversário da Taça de Portugal
O sorteio da primeira eliminatória da Taça de Portugal não foi muito madastro para as cores riachenses. O Atlético joga em casa frente ao S. João de Ver, um adversário que vem do concelho de Santa Maria da Feira e que disputa a série D do CNS.
 
Na época transacta o clube venceu a primeira fase da série D e na fase de subida terminou no sexto lugar, mas este ano, com uma nova direcção, o São João de Ver apresentou objectivos mais modestos, reflexo da redução a cerca de metade do orçamento da época passada.
 
Não será pois um obstáculo inultrapassável para os alvi-negros, tanto mais que jogam em casa, todavia, taça é sempre taça, e todos os resultados são possíveis.
 
Atlético defronta Mafra na abertura do campeonato
Tal com aconteceu na época passada, o primeiro adversário do Atlético Riachense vai ser o Mafra, um dos emblemas que aposta forte na subida aos campeonatos profissionais.
 
Apesar do jogo de abertura se realizar em Riachos, o favoritismo vai todo para os mafrenses, mas como se costuma dizer, não basta ser favorito, é preciso prová-lo em campo.
 
A jornada de abertura, a disputar no próximo dia 24 de Agosto, contempla os seguintes jogos: At. Riachense – Mafra, Caldas – Eléctrico, Ouriense – Alcanenense, Fátima – Sertanense, U. Leiria – Torreense.
 
Jogo de treino em Sacavém deu boas indicações
O primeiro teste da equipa riachense aconteceu no sábado passado na deslocação à capital para defrontar o Sacavenense, que milita na série G do CNS.
 
Bernardo Jorge, o reforço que veio dos Empregados do Comércio, marcou primeiro para o Atlético e o Sacavenense só chegou ao empate, e depois ao triunfo, já no dealbar da partida, quando Paulo Costa já tinha feito muitas alterações e na baliza já estava o terceiro guarda-redes, o ainda júnior Pedro Abelho.
 
O teste deixou boas indicações para um plantel que começou a treinar tarde e que ainda não está completo.
Os próximos jogos de preparação são no dia 6 em Leiria frente aos juniores do União e no dia 9 em Riachos frente à mesma equipa. No dia 16 será o jogo de apresentação aos sócios e o adversário é o Fazendense.

Confirmada a extinção dos juniores
A Direcção decidiu, está decidido. Este ano não vai existir o escalão de juniores no Atlético Riachense.
 
Na sessão de esclarecimento realizada com os sócios, a Direcção do clube explicou as razões de ter abdicado dos juniores, quer devido aos custos, quer devido à falta de condições logísticas para treinar e jogar, uma vez que o relvado tem limites de utilização e o pelado de Casais Castelos oferece poucas condições.
 
Xico-Zé Barroca, o treinador deste escalão na época passada, ainda argumentou que os juniores seriam um bom apoio para o plantel sénior, como foram o ano passado, mas as razões alegadas para a extinção do escalão foram mais fortes.
 
No que se refere aos juvenis, inicialmente também na calha para serem suspensos, um grupo de pais chegou-se à frente, digamos assim, e o escalão de juvenis vai manter-se no clube. Com o mesmo problema da falta de condições logísticas, mas que se pensa serem ultrapassáveis.
Os escalões mais jovens, iniciados e futsete, nunca estiveram em causa, pelo que vão manter-se em actividade. 
 
Luís Carlos Dias apresentou a camisola versão 2014/15

Nas primeiras semanas de treinos, estiveram alguns jogadores à experiência 
Actualizado em ( Quarta, 06 Agosto 2014 14:39 )  
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária