o riachense

TerÁa,
19 de Setembro de 2017
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Jo√£o Moreira

Enviar por E-mail Vers√£o para impress√£o PDF

Laboratórios Goucha, Lda.

De médico e de louco

O sr. Bernardo √© um homem saud√°vel para algu√©m com 80 e alguns anos. Toma poucos medicamentos ao contr√°rio da maioria dos homens da sua idade, gra√ßas a Deus, que a reforma √© curta e nem sempre d√° para tudo. Sentia-se bem, excepto umas dores nos ossos que de vez em quando lhe lembravam que j√° n√£o era garoto. Um dia contou-me em jeito de confiss√£o que tomava Calcitrin. Compreendo porqu√™: enquanto fazia malabarismos para prescrever medica√ß√£o eficaz mas o mais barata poss√≠vel, eis que surge um suplemento alimentar recomendado pelo sr. Manuel Lu√≠s Goucha ao m√≥dico pre√ßo de ‚ā¨27/m√™s.

Um antibi√≥tico, por exemplo, n√£o pode ser publicitado porque √© um medicamento testado e controlado pelo Infarmed e sujeito a receita m√©dica. Ao contr√°rio dos suplementos que n√£o s√≥ n√£o necessitam provar a sua efic√°cia cl√≠nica como podem ser publicitados, desde que n√£o se lhes atribuam ‚Äúpropriedades profil√°cticas, de tratamento ou curativas de doen√ßas humanas‚ÄĚ nem se declare ‚Äúexpressa ou implicitamente que um regime alimentar equilibrado e variado n√£o constitui fonte suficiente de nutrimentos‚ÄĚ. As tentativas de promover estes produtos sem quebrar a Lei levaram √† cria√ß√£o de verdadeiras p√©rolas da publicidade como a Depuralina para ‚Äúremover res√≠duos nocivos que o organismo vai acumulando‚ÄĚ, Depurmon Especial Fumadores que ‚Äúactua como um limpa-chamin√©s‚ÄĚ ou produtos com nomes deliciosos como o Cogumelo do Tempo, entre outros exemplos que seriam hilariantes se n√£o fossem verdadeiros. E comprados a peso de ouro, naturalmente sem comparticipa√ß√£o pelo Estado que lhes reconhece pouca utilidade e lava as m√£os como Pilatos. √Č um neg√≥cio milion√°rio.

Voltando ao exemplo Calcitrin: a p√°gina de Internet do produto n√£o explica detalhadamente a sua composi√ß√£o. Menciona que cont√©m c√°lcio, vitamina D e condroitina, entre outras subst√Ęncias, na dose de 1400 mg por comprimido (de c√°lcio? de tudo?). Se cada comprimido contiver 1400 mg de c√°lcio e uma vez que s√£o recomendados dois por dia, corresponde a mais do dobro da dose total recomendada pela Direc√ß√£o Geral de Sa√ļde, nas situa√ß√Ķes em que a suplementa√ß√£o seja apropriada.¬†

Os suplementos alimentares e em especial os vitam√≠nicos s√£o fundamentais no tratamento de situa√ß√Ķes como anemia ou osteoporose ou na preven√ß√£o de problemas na gravidez. Nestes casos existem op√ß√Ķes sujeitas a receita m√©dica e comparticipadas (um suplemento de c√°lcio e vitamina D prescrito pelo m√©dico poderia custar ao Sr Bernardo apenas ‚ā¨2/m√™s). Tamb√©m √© preciso lembrar que a ideia de que todos suplementos s√£o apropriados e seguros para todos os doentes √© falsa.

Os portugueses est√£o habituados a um Servi√ßo de Sa√ļde p√ļblico que, apesar de andar algo em baixo, os faz esquecer com frequ√™ncia que a Sa√ļde √© um neg√≥cio. E em qualquer neg√≥cio existem formas de procurar lucro f√°cil que at√© podem ser legais mas s√£o tamb√©m imorais, como o impingir de suplementos, colch√Ķes que ‚Äúcuram‚ÄĚ a hipertens√£o arterial, aparelhos auditivos constru√≠dos num qualquer v√£o de escada ou idas √† bruxa. Escandaliza-me que figuras p√ļblicas se prestem a este jogo sujo sabendo que o seu p√ļblico √© em grande parte composto por pensionistas, gente que s√≥ a custo consegue sobreviver com as suas reformas.

A minha conclus√£o √© simples: n√£o pe√ßa ao seu mec√Ęnico para lhe contar piadas sobre a Cristina Ferreira nem ao seu m√©dico para lhe consertar o carro. Sobretudo, por favor, n√£o pe√ßa ao Sr Goucha para lhe tratar da sa√ļde.

Actualizado em ( Ter√ßa, 26 Maio 2015 14:29 )  

Opini√£o

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, sen√£o concorro!

 

Jo√£o Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?