o riachense

Quarta,
01 de Fevereiro de 2023
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Leandro resolve

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

3ª jornada - divisão principal
Cartaxo 0 - Atlético 2

Esperava-se que esta fosse uma deslocação bastante difícil para as cores riachenses, contudo, a equipa do Atlético deu boa conta do recado, vencendo por duas bolas a zero no terreno do Cartaxo.


Este jogo marcou o regresso de Saul, após uma longa ausência por lesão. E à 4.ª jornada apareceu Leandro para resolver, começando finalmente a fazer esquecer o brasileiro Tamandaré.
Logo aos 3’, num canto marcado por Bruno Lemos, o avançado riachense aparece solto de marcação e de cabeça inaugura o marcador. Uma entrada fulgurante do Atlético, assim como o cabeceamento de Leandro que até partiu a cabeça.
A perder, o Cartaxo, tomou conta da partida, mas sem criar lances de perigo. A única e melhor oportunidade surgiu aos 21’, após um mau atraso de Pedro Galrinho, com o guardião riachense a rematar contra Diego Oliveira e a bola caprichosamente bate no poste.
Aos 30’, Marco Neves, num grande remate, quase aumentava a contagem. Até ao intervalo assistiu-se a um bom jogo de futebol, com as duas equipas a procurarem o golo.
Na etapa complementar, talvez por ter sido dia de trabalho para a maioria dos jogadores, o jogo baixou muito de ritmo. Mesmo assim, o Atlético era mais acutilante no ataque. Aos 73’, Bruno Lemos, numa grande jogada individual, isola Leandro, e este com grande categoria finta o guardião local e bisa na partida, matando o jogo.
Aos 78’, o Atlético vê-se reduzido a dez jogadores, devido à expulsão de Luís Carlos, por suposta agressão a um adversário. Com o Cartaxo em superioridade numérica, Cláudio Madruga aposta tudo, mas sem sucesso.
Já no final, o Atlético ainda poderia ter aumentado a vantagem, só que Miguel Luz isolado, não teve arte nem engenho para ludibriar Pedro Pereira.
Vitória justa do Atlético, já que foi a equipa que teve as melhores oportunidades. Já o Cartaxo não mostrou argumentos dignos de um candidato à subida.
Quanto a Frederico Rasteiro, mais uma vez, mostrou o seu maior handicap. Com a equipa em inferioridade numérica e vendo Miguel Luz e Marco Neves já esgotados, só nos descontos faz duas substituições, fazendo entrar Rafa e João António.
A equipa de arbitragem fez um bom trabalho, excepto na expulsão, algo duvidosa, de Luís Carlos.

Jogo na sexta à noite
Num fim-de-semana marcado pelas eleições legislativas, o Atlético viu-se obrigado a disputar o jogo frente ao Cartaxo num dia e horário pouco usual: sexta-feira, às 21 horas, no Cartaxo. De realçar as excelentes condições que o Estádio Municipal do Cartaxo proporciona a quem o visita.


Carlos Pereira

 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária