o riachense

SŠbado,
27 de Fevereiro de 2021
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Editorial - 27 de Janeiro

Enviar por E-mail Vers√£o para impress√£o PDF

Este jornal foi acompanhando ao longo de três décadas o evoluir da localidade de Riachos, como sítio para viver e onde viver.

Recentemente o filme americano Avatar foi censurado na China e no Vaticano.

Num lado porque apelava a sentimentos de associa√ß√£o que poderiam levar o povo a insurgir-se contra injusti√ßas atrozes, no outro porque fazia a apologia de religi√Ķes naturalistas‚Ķ N√£o √© que o filme tenha realmente um enredo que comprometa os espectadores, mas o seu poder vem do facto de simplesmente ter tido muitos, mesmo muitos espectadores.
Isto parece não ter nada a ver, mas se Riachos não anda nem desanda, é porque não há obras possíveis que tragam aos planeadores uma exposição que valha a pena o trabalho.
√Č de facto abomin√°vel que os mesmos exactos problemas de infra-estruturas e urbanismo que existiam h√° vinte anos, continuem a existir em Riachos. O largo, as escolas, os esgotos, a Costa Brava, a zona industrial, os passeios, o pavilh√£o. Imagine-se que at√© um tanque de nata√ß√£o est√° no programa da actual junta ‚Ķ √Č por isso que a pachorra riachense vai dando lugar ao alheamento e cada vez mais apetece ouvir m√ļsica, ver filmes, ler livros, ver a bola, folhear as p√°ginas do passado‚Ķ e constatar que as not√≠cias continuam actuais.

 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opini√£o

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, sen√£o concorro!

 

Jo√£o Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria