o riachense

Quinta,
15 de Novembro de 2018
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Artigos de António Mário dos Santos

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Era Bom Poder Desenhar a Escrita do Tempo


As duras palavras dos sonhos truncados - 19/11/2015 

A alternativa parlamentar é um direito constitucional - 12/11/2015 

Mostra-me a tua conta bancária, dir-te-ei o que fazes - 28/10/2015 

Depois do Vira, que Fandango - 21/10/2015

Cada cavadela, uma asneira - 24/9/2015 

Esta farsa eleitoral com que nos enganam - 17/9/2015

Para evitar mal entendidos - 3/9/2015 

Todos somos culpados pelo país que temos - 19/8/2015

Outubro está perto? Ou nunca será? - 10/8/2015 

Que esquerda para este terror europeu? - 30/7/2015

Cidade minha, cidades vossas - 8/7/2015 

Um referendo incómodo- 2/7/2015 

O meu feriado nacional é o 25 de Abril - 10/6/2015

Recuso-me a pedir esmola para uma cultura alternativa - 4/6/2015

Antes que o inverno nos atinja a todos - 28/5/2015 

Perdi de vez a paciência - 7/5/2015 

O lado do coração- 30/4/2015

Tanta morte, tanto inevitável desperdício - 16/4/2015

Nem bom vento nem bom casamento - 9/4/2015 

Sessões camarárias públicas, caminho de futuro - 20/3/2015 

Reflectir o Onze de Março como uma janela aberta para um dia novo - 12/3/2015

Feira Cabisbaixa - 5/3/2015 

Gostava de saber que país é o meu - 26/2/2015

Talvez baste uma palavra: generosidade - 18/2/2015 

Os que sucumbem e os que se salvam - 12/2/2015 

Isto vai companheiros, isto vai - 6/2/2015 

A palavra que é preciso defender - 22/1/2015 

Depois da casa arrombada - 13/11/2014 

A liberdade que a ignorância traz pela coleira - 3/11/2014 

Portugal manipulado, às cores e a preço de saldo - 30/10/2014

O peso das desigualdades - 22/10/2014

Os sete pecados mortais de há vinte anos - 16/10/2014 

Um ano depois, Pedro Ferreira - 5/10/2014 

Uma escrita que o tempo me permite reflectir - 2/10/2014 

Desvergonha da memória ou desmemória sem vergonha - 25/9/2014

Preocupem-se com a democracia se querem ter futuro - 18/9/2014 

Não se confunda o acessório com o essencial- 4/9/2014

Que falta faz um Gil Vicente Contemporâneo - 28/8/2014

Até a igreja começa a perder a paciência - 21/8/214

As palavras não podem morrer - 14/8/2014 

Sobre questões do património cultural torrejano - 6/8/2014

Um país ao acaso em espaços dum mapa - 26/6/2014

Crónica futebolística a pedir um milagre para a Ibéria - 19/6/2014 

Não há nada como uma farda para se pedir respeitinho - 12/6/2014

O que se há-de fazer a um PS que tem mais medo de si do que dos outros?- 1//6/2014

Vá lá, o Ronaldo meteu mais um golo - 28/5/2014

Uma Europa germanofilizada - 22/5/2014 

Que voz tem este povo que se não ouve? - 7/5/2014 

Quarenta anos pá, e agora? - 30/4/2014 

O meu país de Abril - 17/4/2014 

Tanta mentira em tão pequeno país! - 3/4/2014 

O tempo dos dinossauros tinha outros riscos, mas também era outra têmpera - 27/3/2014

Até parece que os mercados não sabem o que se passa na economia portuguesa - 13/3/2014 

O inverno da humanidade não durará sempre - 2/3/2014 

Não há pachorra - 27/2/2014

Portugal - Feira da Ladra dos donos da massa - 13/2/2014

O mundo está a mudar, Obama? Papa Francisco? Zé Povinho? - 30/1/2014

Um certo furor - 23/1/2014 

Mais um prego governamental no caixão dos reformados - 5/1/2014

 


2013

2014 vai ser o ano da mudança? - 29/12/2013 

Mais vale um "não" bem sonoro do que um "sim senhor ministro" - 19/12/2013

Um combate a travar pelas vidas - 12/12/2013 

Carta aos vereadores torrejanos - 1/12/2013 

O futuro em cada dia - 27/11/2013 

Princípio ou precipício - 22/11/2013 

Viagem ao desconforto luso - 14/11/2013 

Mais vale prevenir que remediar - 4/11/2013

Se a esquerda não respeita o voto na urna, o que a distingue do que denuncia? - 30/10/2013

A bala e a vacina são rasteiras de um povo com má sina - 23/10/2013

Com o sacrifício do povo, cresce um novo (?) salazarismo - 16/10/2013

Nem tudo o que Luz ilumina a escuridão - 2/10/2013

A minha opinião como munícipe e cidadão - 23/9/2013

Corrupção ou não, eis a questão - 19/9/2013 

O voto é uma arma se a pontaria estiver afinada - 12/9/2013

A Pátria da Criança é a sua Infância - 5/9/2013

Um campo de concentração alemão à beira-mar plantado? - 21/8/2013

Não sei meus filhos que mundo será o vosso (Jorge de Sena) - 14/8/2013

Agosto Desgosto - 7/8/2013 

Que rosto por detrás do rosto? - 31/7/2013 

Eleições, partidos, eleitores, comunicação social, cidadãos - 21/7/2013

Ameaçam fechar-te o hospital, povo, e tu ficas-te? - 17/7/2013

Carta à candidata do Bloco de Esquerda, Deputada Helena Pinto - 10/7/2013

A crise da 2.ª brigada do reumático - 3/7/2013 

 


2011 e 2012 

A crise aponta sempre para a saída da crise - Janeiro de 2012 

As notícias são como as cerejas - Junho de 2011

Eleições, utopias, o misticismo luso e os imbróglios de ser-se de esquerda - Junho de 2011

Já é tempo de não brincar com o dinheiro dos munícipes - Maio de 2011

Os partidos, as eleições, os sarilhos a que chegámos - Maio de 2011


 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária